Musicalidades Variadas
Gosto muito de música e danças!
28 de Setembro de 2009

publicado por Chicailheu às 06:49 link do post
tags:
28 de Setembro de 2009

 

Vicente Maria do Carmo Noronha da Câmara nasceu em Lisboa, a 7 de Maio de 1928, no seio de uma família aristocrática. Filho de D. João da Câmara, uma referência maior na locução na antiga Emissora Nacional, começa a demostrar interesse pelo fado, ao assistir, aos nove anos, aos ensaios da sua tia, a muito respeitada fadista, D. Maria Teresa de Noronha, Condessa de Sabrosa, e do seu tio-avô D. João Do Carmo de Noronha (um dos primeiros a gravar fados em disco).


Aos 20 anos, incentivado pela tia, começa a cantar os seus próprios fados, estreando-se na Emissora Nacional, após ganhar um concurso musical. Dois anos depois, assina o seu primeiro contrato discográfico com a Valentim de Carvalho, e grava os seus primeiros temas (”Fado Das Caldas”, “Varina” ou “Oração”). Entre 1955-56, compõe um dos seus fados mais populares, “A Moda Das Tranças Pretas”, numa altura em que trabalhava como Inspector de Vendas da CIDLA.

 


Vicente da Câmara tocou guitarra e cantou nos tempos livres, actuando um pouco por todo o país e em programas de televisão e rádio, chegando inclusivamente a ter, em meados dos anos 60, um famoso programa de fados em directo no ex-Rádio Clube Português. Em 1961, deixa a Valentim de Carvalho, que acusa de não se interessar pelo seu trabalho. Assina então novo contrato discográfico, desta feita com a Rádio Triunfo, para a qual trabalha durante muitos anos, voltando a gravar alguns dos seus anteriores discos e vários EP’s que incluem fados como “Guitarra Soluçante”, “Andei Procurando O Fado” ou “As Quadras Que Te Vou Cantando”. Mais tarde, já na década de 70, edita, pela mesma editora, alguns álbuns, dos quais se destacam: “O Fado Antigo É Meu Amigo” e “É Tudo Como Era Dantes”. Apresenta-se ao vivo com regularidade e, em 1974, está na “Taverna do Embuçado”, onde actua durante algum tempo.

Em 1982, começa a dar cada vez mais espectáculos no estrangeiro e actua, nos anos que se seguem, em eventos de importância na China, Malásia, Coreia ou Hong-Kong.
Em 1988, participa no álbum de estreia do seu filho, José da Câmara, hoje um dos valores seguros da nova fadistagem, com temas como “Fragata Da Borda D’Água”, “Lembranças Do Passado” e recriando em dueto com José, “A Moda Das Tranças Pretas”.
Em 1989, assinala os seus 40 anos de carreira com um espectáculo no Cinema Tivoli, em Lisboa, no qual passa o testemunho ao filho José, afirmando que “já tem um continuador”. Nos anos seguintes, Vicente da Câmara, continua a apresentar-se ao vivo e, em 1992, volta a actuar na Ásia, cantando na Coreia e em Hong Kong, e depois em África, nomeadamente na África do Sul e em Moçambique. Um ano depois, colabora com os filhos José e Nuno da Câmara, no álbum “Tradição”, de homenagem à sua tia Maria Teresa de Noronha. Em 1994, o disco é apresentado num espectáculo ao vivo realizado na Aula Magna, em Lisboa. No mesmo ano, a Movieplay edita, na colecção “O Melhor Dos Melhores”, em dois discos (um a solo e outro com Maria Teresa de Noronha), alguns dos temas que tinha gravado nos anos 60 e 70 para a Rádio Triunfo.


Em 1997, apesar do interesse da sua editora em lançar um novo disco seu, Vicente da Câmara, afirma que ainda não tem temas preparados para o novo trabalho por ter dado ao filho José as composições que tinha. E é precisamente com o seu filho que grava, em 1999, “Um Nome -Duas Gerações”.

 

publicado por Chicailheu às 06:39 link do post
26 de Setembro de 2009

Para não mais esquecer...
publicado por Chicailheu às 21:23 link do post
26 de Setembro de 2009

A pedido de alguns amigos, vou postar sobre este belíssimo actor e Grande Homem!

 

Depois postarei o youtube do filme darting Dance- Dança Comigo

 

Patrick Wayne Swayze (Houston, 18 de agosto de 1952 – Los Angeles, 14 de setembro de 2009) foi um ator estadunidense.

Começou sua carreira como bailarino clássico, interrompendo-a por problemas recorrentes de lesões originadas na juventude pelo futebol americano. Decidiu então priorizar sua carreira como ator.

Estrelou filmes de sucesso como Ghost, Dirty Dancing, Donnie Darko, Caçadores de Emoção e Crepúsculo de Aço. Seu último trabalho foi como "Charles Barker", um agente do FBI, na série The Beast. Foi nomeado em 1991, pela revista norte-americana People, como o "Homem mais sexy do mundoPatrick Swayze sofria de câncer no pâncreas, e faleceu na noite do dia 14 de setembro de 2009 ao lado da família. 


 

 Vida pessoal
Patrick Swayze nasceu em Houston, Texas, filho de Patricia "Patsy" Yvonne Helen, coreógrafa, instrutora de dança, e dançarina - e Jesse Wayne Swayze. Embora o sobrenome "Swayze" seja de origem francesa, é sobretudo de ascendência irlandesa. O irmão dele, Don Swayze, também é ator.

Até os 20 anos, Swayze vivia no bairro de Oak Forest, Houston, onde estudou em Santa Rosa de Lima, Escola Católica. Durante este tempo, desenvolveu múltiplas habilidades artísticas e desportivas, como patinagem no gelo, balé clássico, e representação. Estudou ginástica na vizinha San Jacinto College, por dois anos. Em 1972, mudou-se para Nova York para completar sua formação formal de dança no Ballet Harkness e Joffrey Ballet. A escola de dança da mãe de Patrick Swayze realmente foi o amuleto da sorte do ator. Além de ter dado uma carreira de sucesso para o filho, a professora Patsy Swayze também foi o cupido da relação de Patrick com uma das suas alunas, na época com 15 anos de idade, Lisa Niemi. Casados desde o dia 12 de Junho de 1975, o casal não teve filhos.

O ator Patrick Swayze morreu no dia 14 de Setembro de 2009, aos 57 anos, após uma batalha de quase dois anos contra um câncer no pâncreas. Antes de saber da doença, o ator disse que num primeiro momento pensou estar a sofrer de indigestão crônica. Quando os sintomas pioraram, ele procurou seu médico. Foi feita uma biópsia, e o diagnóstico foi câncer .Sua assessora de imprensa, Annet Wolf, confirmou a morte do actor de "Dirty dancing" e "Ghost" e disse que ele estava ao lado da família.

"Patrick Swayze descansou em paz hoje, com sua família a seu lado, após encarar os desafios da doença durante os últimos 20 meses", disse Wolf, em comunicado.

 

publicado por Chicailheu às 21:16 link do post
25 de Setembro de 2009

smileys falando

 

publicado por Chicailheu às 16:30 link do post
25 de Setembro de 2009

publicado por Chicailheu às 15:52 link do post
25 de Setembro de 2009

Julio Iglesias (Madrid, 23 de setembro de 1943) é um cantor espanhol de fama internacional.

É filho de Julio Iglesias Puga (1915-2005), prestigiado médico ginecologista espanhol, e de Maria del Rosario de la Cierva y Periñon(1918-2002). Casaram-se em 1942 e divorciaram-se em 1983. Iglesias tem um irmão, Carlos (nascido em 1945) e, dois meios-irmãos: Jaime (nascido em 2004) e Ruth (nascida em 2006), fruto do segundo casamento do pai, em 2001.

Sempre teve especiais apetidões para o desporto, chegando a jogar no Real Madrid, na posição de Guarda-Redes entre 1958 e 1963. Neste ano sofrera um terrível acidente de viação, fruto de conduzir com excesso de álcool, que lhe pôs fim à carreira futebolística, devido a graves lesões nas pernas e braços, do qual nunca recuperou na totalidade. Daí, optara então, alternativamente, a uma carreira musical.

Marcado pela voz e seu detalhismo nas canções, além de grande carisma, se tornou o mais bem sucedido artista latino em todos os tempos, com números impressionantes: 250 milhões de cópias vendidas, 2600 discos de ouro e de platina, quatro mil espetáculos em mais de quinhentas cidades do mundo e uma canção tocada a cada trinta segundos. Seu talento musical se estende a um de seus filhos, que também seguiu carreira musical: Enrique Iglesias.

 

Dentre os artistas brasileiros estão os duetos com: Daniel (cantor), Zezé di Camargo e Luciano, Simone, Roberto Carlos, de quem é fã .

Mora em Miami, com a sua esposa, onde cuida de sua carreira.


 Discografía

Yo Canto (1969)
Gwendolyne (1970)
Por una mujer (1972)
Soy (1973)
Und das Meer singt sein Lied (1973)
A Flor de Piel (1974)
A México (1975)
El Amor (1975)
América (1976)
En el Olympia (1976)
Se mi lasci, non vale (1976)
Schenk mir deine Liebe (1976)
A mis 33 años (1977)
Sono Un Pirata, Sono Un Signore (1978)
Emociones (1978)
Aimer La Vie (1978)
Innamorarsi alla mia età (1979)
A vous les femmes (1979)
   Hey! (1980)
Sentimental (1980)
Amanti (1980)
De niña a mujer (1981)
Fidèle (1981)
Zartlichkeiten (1981)
Minhas canções preferidas (1981)
Momentos (1982)
Momenti (1982)
Et l'amour créa la femme (1982)
In Concert (1983)
Julio (1983)
1100 Bel Air Place (1984)
Libra (1985)
Un Hombre Solo (1987)
Tutto l'amore che ti manca (1987)
Non Stop (1988)
Raíces (1989)
   Latinamente (1989)
Starry Night (1990)
Calor (1992)
Anche senza di te (1992)
Crazy (1994)
La carretera (1995)
Tango (1996)
My Life: The Greatest Hits (1998)
Noche de cuatro lunas (2000)
Una donna può cambiar la vita (2001)
Ao meu Brasil (2001)
Divorcio (2003)
Love Songs (2003)
En français (2004)
Love Songs - Canciones de amor (2004)
L'homme que je suis (2005)
Romantic Classics (2006)
Quelque chose de France (2007)
 


publicado por Chicailheu às 15:38 link do post
15 de Setembro de 2009

publicado por Chicailheu às 16:19 link do post
tags:
15 de Setembro de 2009

Ao quarto trabalho de originais (quinto na lista da sua discografia) Joana Amendoeira reafirma, sem equívocos, que a definição actual de Fado não se demarca, irrefutavelmente, do seu nome.

 À Flor da Pele, muito mais que uma confirmação, é o corolar de uma carreira brilhante, assente numa progressiva depuração de um estilo muito pessoal e único.

Falar de À Flor da Pele é falar também de poesia, e por isso não deixa de ser evidente o critério manifestado na escolha dos poemas presentes neste trabalho, tanto mais que alguns deles foram 'encomendados' a alguns dos mais prolíferos e criativos autores da nossa praça: José Luís Peixoto, Pedro Assis Coimbra, Rodrigo Serrão ou Helder Moutinho.

 

A colaboração com Custódio Castelo, figura cada vez mais proeminente na revitalização do novo Fado, responsável pela direcção musical deste disco, augura ventos de mudança e esses ventos que sopram lá fora, facilmente deixam transparecer que o talento de Joana Amendoeira é também ele libertino, desenvolto, não se aprisiona nem se conforma. É assim como um lápis de carvão que de encontro à folha branca, se desfaz em autêntico desvario, revelando traços de uma paixão condescendente.

Joana Amendoeira assume-se como uma referência incontornável do novo Fado, e se verdade é que o Fado se generalizou, com o bom e o mau que isso possa acarretar, não menos verdade é que quando a poeira da mediatização acabar por assentar, restarão aqueles que de forma inteligente prescindiram das estratégias de marketing e das manobras de contágio colectivo.

 

Porque o Fado, mais que uma expressão musical, é uma peculiar manifestação de vida, apenas digna daqueles que o vivem plenamente de alma e coração, daqueles que lhe sentem o ardor da paixão e o carregam incondicionalmente à flor da pele.


publicado por Chicailheu às 16:17 link do post
14 de Setembro de 2009

publicado por Chicailheu às 21:41 link do post
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
27
29
30
::HORAS CERTAS::

Custom Glitter Text
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
as minhas fotos
tags

a dança

actores estrangeiros

apresentadores portugueses

as minhas canções

as minhas danças

as minhas m+usicas

as minhas músicas

ballet

beattles

bem vindos

beto

blue shoes

boa noite

boa quarta feira

boa semana

boa tarde

bom dia

bom fim de semana

canções

canções africanas

canções estrangeiras

canções portuguesas

cantigas portuguesas

cantores estrangeiros

cantores portuguesas

cantores portugueses

celebridades

cha cha cha

comentários

dança da minha vida

dança samba

dança valsa

dançando tango

danças

danças de salão

danças latinas

danças variadas

danças várias

dia da dança

dias da semana

dias especiais

domingo

fadistas

fado

fados

feliz ano novo

feliz carnaval

feliz dia das mães

feliz domingo

feliz natal

feliz páscoa

feliz sábado

folclore do minho

fotos de danças

frases amizade

frases ano novo

frases danças

frases de amor

frases de natal

frases lindas

gosto de música

grafonola

história da música

ídolos

imagem do dia

imagens de dança

instrumentos musicais

jazz

jive

kizomba

lambada

lambadas

letras de canções

letras de músicas

lindas danças

lindas frases

lindas músicas

menica canta

menina toca piano

meses

miminhos

música

música para as mães

musicalidades ano novo

músicas ano novo

músicas de filmes

músicas de natal

músicas estrangeiras

músicas lindas

musicas lindas

músicas portuguesas

músicas preferidas

músicas românticas

músicas temáticas

outras danças

outras músicas

rei do rock

sapato de dança

sapatos de dança

sapatos para dançar

todas as tags

últ. comentários
Adorei estes sapatos para dançar (http://www.dance...
Obrigada pela tua visitinha no meu blogue e ainda ...
Lindissima!! Também adoro esta canção!!
um verdadeiro anjinho nasceu!! fotografia linda!! ...
An sich eine positive Sache, ich uberlege mir ab...
An sich eine positive Story, ich frag mich aber,...
Theoretisch ne positive Story, ich uberlege mir ...
An sich ein cooler Post, aber kannst du spater nic...
Herzlichen Dank, jetzt endlich habe ich den Sachve...
Ele e um ator fabuloso e concerteza lindo adoro se...
blogs SAPO